25 de fev de 2012

ORAÇÃO, ESMOLA E JEJUM

Há uma tríade religiosa e ascética presente em quase todas as religiões: oração, esmola e jejum. Pela oração, a pessoa exalta a Deus e O reconhece como seu senhor; pela esmola, ela se volta para seu irmão para ajudá-lo e para minorar seus sofrimentos; e pelo jejum, a pessoa procura se purificar de suas tendências egoístas e tornar-se mais santa.
Por sua natureza, a vida é uma força selvagem, de uma pujança espantosa, duma majestade apaixonante, duma beleza muitas vezes cruel. O homem pode ser levado a idolatrá-la. Idolatrada, torna-se uma força equívoca. Para não cair neste equívoco, a pessoa tem necessidade de ascese, ou de penitência ou conversão.
Toda a Tradição ascética cristã encontrou, possivelmente, uma melhor formulação na expressão: Nudus nudum Christum sequi (Nu seguir o Cristo nu).
A ascese ou penitência não é uma operação fechada sobre si mesma, com finalidade própria, restrita aos atletas espirituais. Todas as técnicas e exercícios ascéticos cristãos (oração, esmola e jejum) são personalizados, isto é, recebem o caráter não só da pessoa que os faz, mas da graça da pessoa por quem são feitos.
A penitência, por isto, mais do que um caminho em direção ao próprio mundo, é uma luta para sair dele, em direção aos outros.

oração jejum esmola quaresma penitência liturgia

Os judeus jejuavam até duas vezes por semana, davam esmolas e rezavam. Os essênios abstinham-se de relações sexuais, renunciavam ao banho e toda espécie de comodidades. Os filósofos usavam técnicas para dominar o corpo e as paixões. No cristianismo, existe uma pessoa que é o ponto referencial do nosso comportamento ascético. E é, por esta pessoa, o Cristo, que o cristão, “na dor”, reza, jejua e dá esmola, anunciando a morte do Senhor “até que Ele venha” (1Cor 11,26).
A ascese cristã não consiste em mortificar o corpo, no sentido moderno do termo, mas em morti-ficar (fazer morrer) em nós o homem carnal, a carne do dilúvio, em matar o velho Adão, para que o novo tome seu lugar.
A ascese cristã não consiste em reagir, propositadamente, contra qualquer movimento espontâneo, qualquer sensação agradável, qualquer ocasião de alegria, qualquer repouso. “Não te recuses à felicidade presente! Não deixes escapar coisa alguma de um desejo legítimo!” (Eclo 14,14).
A ascese cristã não consiste em obedecer cegamente, sem critérios, mas em viver uma liberdade capaz de iniciativas ponderadas e rupturas corajosas.

A ascese cristã não procura, a todo preço, arrancar qualquer capinzinho (joio, erva daninha) ou inseto em nosso jardim espiritual, e sim em cultivar melhor os frutos e as flores que ele pode, com a graça de Deus e ajuda dos irmãos, produzir. A verdadeira ascese visa a fazer-nos mais livres, levando-nos a viver mais plenamente. Sempre na alegria. Com a cabeça perfumada. Sem neuroses. Com os olhos pregados em Deus. Longe de azedas condenações. Em alegre esperança. Com os sentimentos de Cristo.

Lembre-se: 1) a ascese é um meio, só um meio; 2) a ascese tem um valor relativo e sempre a serviço do amor, e só a fazemos para identificar-nos com alguém, Cristo ou o irmão; 3) a ascese é necessária para o fortalecimento do homem espiritual, interior; 4) a ascese não faz ninguém santo, mas os santos fazem ascese!


Fonte:  Jornal Testemunho de Fé - Frei Neylor J. Tonin, OFM

ROMARIA A APARECIDA

Arquidiocese de São Paulo



Reserve sua passagem na sua comunidade!

Paróquia Nossa Senhora de Lourdes
Secretaria: 11-3834-4807

A MÚSICA DA SEMANA

Blog da Rádio Vida Nova Fm


Escolhida por Leandra, moradora no Jardim Alvorada (Franca/SP), A Música da Semana no Blog da Vida Nova desta semana é: Rinaldo e Samuel, Sagrado Coração. Segue a letra.
Por onde eu ando sinto sua presença
Em todos os lugares está sempre perto de mim
Em minhas escolhas vens me iluminar
Como posso te deixar se mesmo quando eu erro vens me amar
E me ajudas a acertar e na tua direção caminhar
Como sería a minha vida se as tuas mãos não estivessem sobre mim
Como sería os meus sonhos se o teu espírito não habitasse em mim
O teu amor me envolve
O teu amor me protege
És o meu porto seguro
O melhor lugar de está é o teu coração
Sagrado coração

VISITE O BLOG DA RÁDIO: http://vidanovafranca.wordpress.com/
OUÇA A RÁDIO AO VIVO: 

24 de fev de 2012

UM CARNAVAL DIFERENTE

Lábrea - AM

Os nossos irmãos em Cristo Frei Gustavo e Fr. Wesley passaram um Carnaval bem diferente dos nossos. Enquanto nas cidades grandes a folia corria solto, em terras mais distante: 







Povos indígenas preparando Açaí

Terras distante... mas um povo abençoado por Deus sabem viver de um maneira bem mais saudável. Desejamos a você Fr. Gustavo um excelente período de missão e que seja de grande crescimento para sua vida pessoal e espiritual. Conte sempre com nossas orações.

QUARESMA: TEMPO DE CONVERSÃO

Um momento propício para estamos mais próximos do braço do Pai. Quaresma, um tempo de conversão. Onde nós fiéis entregamos nossas vidas de corpo e alma, por isso procure fazer jejum e intensificar as orações.
Uma das oportunidades de oração é rezando a Via Sacra em sua comunidade. Procure se informar nos dias e horários que nossas paróquias estão realizando.

POSSE CANÔNICA DE FREI EGISTO CANSIAN


Paróquia N. Sra. de Lourdes
São Paulo - SP

No dia 04 de março será realizada a missa de posse do Fr. Egisto como Pároco na Vila Hamburguesa na missa das 19h00 com a presidência de Dom Júlio. A comunidade lhes dá as boas-vindas e se alegra em tê-lo conosco novamente.
 Venha participar!!!

23 de fev de 2012

POSSE CANÔNICA DE FREI GRACIONE COMO PÁROCO

Paróquia São João Batista
Muqui - ES



No início da noite do dia 20 de fevereiro de 2012, segunda-feira, aconteceu a posse canônica de Frei Gracione Augusto Alves - oar e foi dado o uso de Ordem a  Frei Agostinho Marosini - oar, como Pároco e Diácono, respectivamente, da Paróquia São João Batista, na cidade de Muqui, Estado do Espírito Santo.

A Celebração Eucarística foi presidida por Dom Dario Campos - ofm e concelebrada pelo Prior Provincial da Província Santa Rita de Cássia Frei Nicolau, Frei Jonas Gusson - oar, Frei Ademir João Garcia - oar, Frei Didier Esperidião Neto, oar - Frei Joaquim, oar - Padre Júnor Moreira, mi (camiliano) e diáconos permanentes da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim que prestam serviços àquela paróquia.

Na homília o bispo diocesano frisou sobre a importância do pároco em cuidar com carinho e zelo do povo que lhe foi confiado, sempre mostrando a ternura de Deus às comunidades mais distantes da paróquia e, principalmente, aos mais necessitados.

Ao término da Celebração Eucarística Frei Gracione manifestou seu agradecimento a Deus pelo dom da vocação a vida religiosa e pediu ajuda aos paroquianos para continuarem o trabalho de evangelização.