27 de out de 2012

VISITE O SITE OFICIAL DA PROVÍNCIA SANTA RITA DE CÁSSIA OAR

Província Santa Rita de Cássia
Brasil



Visite-nos:

PENSAMENTO DIÁRIO AGOSTINIANO

Província Santa Rita de Cássia
Brasil





"O homem, ainda que seja grande a dignidade de sua natureza; contudo pode-se ele viciar, porque não é a suprema natureza".(De Trinitate XIV, 4,6)




 

26 de out de 2012

VIDEO INFORMAL: FRADES DA PROVÍNCIA SANTA RITA DE CÁSSIA

Província Santa Rita de Cássia
Brasil


"Vede como é bom, como é suave, os irmãos, viverem juntos, bem unidos, é como o óleo que vai descendo, vai descendo da barba de Aarão e chega até à orla de seu manto"......


Video informal com alguns dos bons momentos vividos pelos frades da Província de Santa Rita de Cássia - OAR

DEFESA DE SÍNTESE TEOLÓGICA

Teologado Santa Mônica
São Paulo



Hoje dia 26-10-2012, três frades de nossa província defenderão suas teses teológicas na UNISAL (Campus Pio XI, São Paulo-SP). Em busca do bacharelado em Teologia. São eles:




Frei Rodolfo Werneck OAR
 


 Frei Sérgio Sambl OAR



Frei Clébson Rodrigues OAR


Oremos por nossos irmãos para que eles sejam sempre anunciadores da Verdade, ou seja, do próprio Deus.

"Aquele, porém, que vai pelo caminho contrário ao que verdadeiramente é, caminha para o não-ser".
(Enarrationes in psalmos 38,22)

PENSAMENTO DIÁRIO AGOSTINIANO

Província Santa Rita de Cássia
Brasil



"Fora de nosso Deus, nada é suave; recusamos tudo o que deu, se ele mesmo, doador de tudo, não se der a nós".
 
 (Enarrationes in psamos 85,11)

CORPOS INCORRUPTOS: SANTA RITA DE CÁSSIA

Santuário de Santa Rita de Cássia
Cássia-Itália


O video abaixo nos passa uma bela mesagem: Rita, exemplo de vida cristã em todos os estados de vida".
Nossa querida Santa Rita de Cássia, que seguiu os passos de Nosso Senhor Jesus Cristo no estilo de Agostinho de Hipona possa interceder por todos nós.....
 
 


"A vida de Santa Rita é um exemplo para todos os homens e mulheres de nosso tempo, pois nos mostra que não devemos desanimar nunca, mesmo em situações que parecem não ter solução".

PROJETO VIVER EM ADORAÇÃO, UM ESTILO DE VIDA

Paróquia São João Batista
Muqui-ES

 
 
VENHA PARTICIPAR CONOSCO!!!

25 de out de 2012

II INCENDEIA MINHA ALMA

Paróquia N. Sra. Aparecida
Capelinha - Franca - SP


BEATA VITA: FREI JOSÉ LUIZ IGEA OAR

Agostinianos Recoletos
Fortaleza-CE

Já quase se completa 4 meses da partida de nosso querido Frei José Luiz Igea para a "Vida Feliz" como nos recorda o Nosso Pai Santo Agostinho:

"Somente lá está a plena e verdadeira segurança, a vida junto a Deus , a vida de Deus, o próprio Deus." (Litugia das Horas Agostiniana, Solenidade de Nosso Pai Santo Agostinho) 


 
 
"É antes da morte que podemos fazer o que seja útil para depois dela e, não depois que ela ocorre, quando recolhemos os frutos que praticamos durante a vida." (SANTO AGOSTINHO, De Cura pro Mortuis Gerenda, cap. 1)
 

II JORNADA DE ESPIRITUALIDADE

FABRA
Federação Agostiniana Brasileira

Neste próximo sábado, dia 27 de outubro - toda os religiosos da família Agostiniana Recoleta estão convidados para este grande Encontro de Espiritualidade.


                                                                              Contamos com sua presença!

24 de out de 2012

O PAPA BENTO XVI SE BASEIA EM SANTO AGOSTINHO PARA DECLARAR 2012 "ANO DA FÉ"

Cúria Geral dos Agostinianos Recoletos
Roma-Itália


Ao declarar 2012 o Ano da Fé, no último dia 16 de outubro, o papa Bento XVI se fundamentou em santo Agostinho, que cita em diversas ocasiões. O Ano da Fé teve seu início no dia 16 de outubro de 2012, coincidindo com o 50º aniversário do início do Concílio Vaticano II e 20º da promulgação do Catecismo da Igreja Católica. Terá seu encerramento no último domingo litúrgico de 2013, dia 24 de novembro, Solenidade de Cristo Rei.


17 de outubro passado, na Celebração Eucarística que fechava o encontro “Novos evangelizadores para a Nova Evangelização", o papa Bento XVI proclamou um Ano da Fé, que começará dia 16 de outubro de 2012 e será concluído dia 24 de novembro de 2013. Assim fica estabelecido oficialmente na carta apostólica Porta fidei , de 11 de outubro. A data de abertura coincide com a do Concílio Vaticano II, há 50 anos, e com o 20º aniversário da promulgação do Catecismo da Igreja Católica .

Esta iniciativa busca oferecer a toda a Igreja um tempo especial de reflexão e redescoberta do dom da fé, descrito aqui como a porta de entrada na Igreja, pela qual se tem aceso à comunhão com Deus. Em tempos de descrença e indiferentismo, Bento XVI faz uma chamada à autêntica conversão ao Senhor, Salvador do mundo.

Accesso à “Porta da Fé”

Trata-se de um documento relativamente breve, de apenas 15 pontos, em que, em linhas gerais, Bento XVI se apoia na autoridade do magistério pontifício recente. O único autor antigo ao qual faz referência é santo Agostinho; a ele se remetem quatro das 22 notas de rodapé. Começa citando uma de suas frases lapidares: os crentes “se fortalecem crendo”. E imediatamente se aduz, em confirmação do enunciado, o próprio exemplo de vida do Santo: “O santo Bispo de Hipona tinha bons motivos para expressar-se desta maneira. Como sabemos, sua vida foi uma busca contínua da beleza da fé até que seu coração encontrou descanso em Deus”. E não foi só sua experiência pessoal; a necessidade da fé é inculcada repetidamente em seus escritos que seguem sendo atuais: “Seus numerosos escritos - assegura o Pontífice, explicando a verdade da fé e a importância de crer – permanecem, ainda hoje, como um patrimônio de riqueza sem igual, consentindo ainda a tantas pessoas que buscam a Deus encontrar a senda justa para ter acesso à «porta da fé»”.

O Credo

Um pouco mais adiante, Bento XVI volta a servir-se do testemunho do Bispo de Hipona quando exorta a “redescobrir os conteúdos da fé professada, celebrada, vivida e rezada”. O Papa traz à tona a antiga disciplina de aprender de memória o Credo por ocasião do batismo e cita uma vez mais as lições de nosso Santo: “Santo Agostinho —diz— o recorda com umas palavras de profundo significado, quando em um sermão sobre a redditio symboli, a entrega do Credo , diz: «O símbolo do sacrossanto mistério que recebestes todos ao mesmo tempo e que hoje haveis recitado individualmente, não é outra coisa senão as palavras nas quais se apoia firmemente a fé da Igreja, nossa mãe, sobre a base irremovível que é Cristo o Senhor.

E continua reproduzindo as palavras de Agostinho, que estabelece um paralelo entre o Credo e a profissão de fé dos judeus: “Recebestes e recitastes algo que deveis reter sempre em vossa mente e vosso coração e repetir em vosso leito; algo sobre o qual tendes que pensar quando estais na rua e não deveis esquecer nem quando comeis, de forma a estar, inclusive quando dormis corporalmente, vigilantes com o coração˝.

As Confissões

Por fim, no documento há uma última referência ao santo Bispo de Hipona, quando se menciona as pessoas não crentes, mas que estão em processo de busca. “Esta busca diz o Papa é um autêntico preâmbulo da fé”, e responde –acrescenta, citando literalmente uma frase das Confissões a “um chamado permanente, indelevelmente inscrito no coração humano, a pôr-se em caminho para encontrar Aquele que não buscaríamos se já não houvesse vindo”.

Salta à vista que, para Bento XVI, santo Agostinho é um personagem atual, e o melhor guia em tempos revoltos e superficiais como os nossos. Tanto os agostinianos recoletos em seu esforço de renovação, como em geral o homem moderno, insatisfeito e vazio, podem encontrar nele o exemplo e a orientação que necessitam.
 
 
 
  

59º ANIVERSÁRIO DE ORDENAÇÃO PRESBITERAL DE FREI SALVADOR BELMONTE OAR

Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Capelinha
Franca-SP



PARABÉNS FREI SALVADOR BELMONTE OAR:


 
 
POR SEU 59º ANIVERSÁRIO DE ORDENAÇÃO PRESBITERAL. 

LANÇAMENTO DO CANAL PRÉ JORNADA

CNBB
Brasília-DF

ENCONTRO VOCACIONAL AGOSTINIANO-RECOLETO EM FRANCA-SP

Serviço de Animação Vocacional
Ribeirão Preto-SP


DIA NACIONAL DA JUVENTUDE EM CASTELO-ES

Paróquia Nossa Senhora da Penha
Castelo-ES



DNJ EM CASTELO-ES

Jovens de Castelo e região, venham participar conosco do DNJ (Dia Nacional da Juventude) na "Fazenda do Centro" em Castelo, a partir das 8hs neste domingo, dia 28 de outubro de 2012.
Não deixe de participar.............
 
 

 
 
 
 
"O jovem já é o presente da Igreja"...
 




DIA NACIONAL DA JUVENTUDE EM MUQUI-ES

Paróquia São João Batista
Muqui-ES


MISSÕES AGOSTINIANO-RECOLETA EM LÁBREA-AM

Prelazia de Lábrea
Lábrea-AM



 Lábrea-AM




Video sobre a Prelazia de Lábrea-AM


A Prelazia de Lábrea no estado do Amazonas está sob os cuidados dos frades agostinianos recoletos. Muitos frades de nossa província já estiveram anunciando o Senhor  e convivendo com o povo de Deus em Lábrea. Atualmente, encontra-se em Lábrea, Frei Gustavo. Rezemos ao Senhor da messe para que Ele nos envie santas e boas vocações, dispostas a dar tudo pelo Mestre e pelo Reino.


Frei Gustavo OAR, vive atualmente em Lábrea


 
Alguns frades da Província Santa Rita de Cássia que já passaram por Lábrea:


Frei Nicolás OAR



 
 Frei Cassiano OAR




Frei João OAR




      Frei Wesley OAR
 
 
 
 

Frei Enéas OAR





Missionário leigo Orly Côco, trabalhou cinco anos na Prelazia de Lábrea e atualmente trabalha na Paróquia Agostiniano-Recoleta Nossa Senhora da Penha em Castelo-ES

23 de out de 2012

VENHA SER UM FRADE AGOSTINIANO RECOLETO

Serviço de Animação Vocacional
Ribeirão Preto-SP
 
Brasão da Ordem dos Agostinianos Recoletos 
 
Quem somos?
Somos os Agostinianos Recoletos, frades, que vivemos o carisma que deixou Santo Agostinho: vida em comunidade de irmãos, procurando juntos a Deus através da comunidade de irmãos (agostinianos), e do cultivo da vida interior – contemplação - por meio da oração e do estudo (recoletos). Nascemos de uma reforma da grande Ordem de Santo Agostinho, no dia 05 de dezembro de 1588, pois nossos primeiros frades tinham desejo de viver uma vida mais radical, em sua consagração na vida agostiniana. Entre outros espertos na vivência desta radicalidade (santos), temos em nossa família: Santo Ezequiel Moreno (bispo da Colômbia falecido de câncer); Santa Madalena de Nagazaki (leiga mártir japonesa); Beatos Francisco de Jesus e Vicente de Santo Antônio e Beatos Martinho de São Nicolau e Melchior de Santo Agostinho (mártires queimados vivos no Japão); Mártires de Motril (seis frades mártires espanhóis beatificados em 1999). Mais outros santos da Ordem Agostiniana: Santa Mônica, mãe de Santo Agostinho; Santo Nicolau de Tolentino, Tomás de Vilanova; Santa Clara da Cruz de Montefalco; Santa Rita de Cássia entre os mais conhecidos.

Estamos em vários países, entre os quais se destacam: Espanha, Itália (onde se encontra o nosso Prior Geral), Brasil, Argentina, Colômbia, México, Venezuela, Panamá, Guatemala, USA, Inglaterra, Japão, China, Filipinas, entre outros.

Aqui no Brasil, chegamos dia 19 de fevereiro de 1899 (recentemente celebramos nosso I Centenário nestas “Terras de Santa Cruz”). Estamos em vários estados: Pará, Amazonas, Ceará, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná  e São Paulo. Neles trabalhamos cuidando de paróquias, ajudando na educação da juventude nos colégios, na formação de novos frades em nossos seminários, e evangelizando nas missões encomendadas pela Igreja à nossa família.
 

Frei Miguel Miró Miró OAR, Prior Geral da Ordem dos Agostinianos Recoletos
 
 
Que fazemos?
 
Servimos a Igreja de Jesus nas paróquias, colégios, missões e seminários.
Não somos uma Ordem Religiosa totalmente ativista (dedicada só ao apostolado). Mas não descuidamos o serviço à Igreja, nossa Mãe: “Não ponhais vossa contemplação acima das necessidades da Igreja, pois se não tivesse bons ministros que determinassem em assisti-la, quando ela da à luz, não terias encontrado meios para nascer” (Santo Agostinho, Carta 48,2). Estamos presente nas regiões mais difíceis para a Evangelização: Acre, Marajó, Lábrea, Cametá e Ceará. Não podemos deixar de auxiliar à Igreja que nos gerou para Deus.
 
 
Nosso Pai Santo Agostinho

Como se inicia nossa vida agostiniana recoleta?
O primeiro passo é o discernimento vocacional através da animação vocacional. O jovem participa das atividades vocacionais existentes em nossas comunidades (Equipes Vocacionais Paroquiais) e mantém contato com o promotor vocacional que o ajudará neste discernimento.

Venha nos conhecer: 
Frei Wesley: shemaoar@hotmail.com

AGOSTINIANOS RECOLETOS PARTICIPAM DA FORMAÇÃO PERMANENTE PARA O CLERO DA DIOCESE DE CACHOEIRO DO ITAPEMIRIM

Cúria Diocesana 
Cachoeiro do Itapemirim-ES



Vista geral da Casa de Retiro de Jaciguá / Diocese de Cachoeiro - ES
 
 
Nesta segunda-feira, 22-10-2012, iniciou-se a Formação Permanente do Clero da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, no Distrito de Jaciguá, Município de Vargem Alta - ES.
O tema da Formação é "Análise da Conjuntura Sócio-Política-Econômica e Comunicação", com assessoria do Pe. Geraldo Martins, ex-assessor de comunicação e atual assessor político da CNBB.
A formação começou nesta segunda-feira (22/10/2012), às 18h, e vai até o dia 25, quinta-feira. Durante os dias de formação os padres poderão se aprofundar nos temas propostos. Além das palestras do assessor, Pe. Geraldo Martins, também haverá muitos momentos de oração e reflexão.
Fazem-se presentes nesta formação, nossos frades-sacerdotes agostinianos recoletos das cidades de Muqui, Cachoeiro do Itapemirim e Castelo.
Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim
 
Vista parcial da Casa de Retiro de Jaciguá / Diocese de Cachoeiro - ES

SEXTA FILOSÓFICA NO INSTITUTO AGOSTINIANO DE FILOSOFIA (FRANCA-SP)

Instituto Agostiniano de Filosofia
Franca-SP

 
 

DOM MÁRIO MOLINA OAR, UM DOS DELEGADOS PARA O SÍNODO DOS BISPOS

Cúria Geral dos Agostinianos Recoletos
Roma-Itália

 
Dom Mário Molina, OAR.


Dom Mário Molina OAR, arcebispo de Los Altos, em Guatemala é um dos delegados para o Sínodo dos Bispos sobre a Nova Evangelização que acontece atualmente em Roma.
 
 
 
Dom Mário Molina, OAR recebendo o Pálio de Sua Santidade, o Papa Bento XVI.
 

MONJAS CONTEMPLATIVAS AGOSTINIANAS RECOLETAS

Monjas Contemplativas Agostinianas Recoletas
Guaraciaba do Norte, CE, Brasil



Recoleção Agostiniana Feminina: História, Carisma e Missão

A Origem da recoleção feminina é idêntica à masculina. O capítulo de Toledo da Província Agostiniana de Castilla mandou destinar três ou mais mosteiros para as monjas que desejassem abraçar uma vida mais austera. No cumprimento desta ordem, a 24 de dezembro de 1589 abria-se em Madri o primeiro deles e colocava-se o hábito nas primeiras candidatas.
Em 1594 fundaram o segundo convento em Salamanca. Porém somente no início do século XVII aparece a figura carismática que inflama seus ânimos e dá forma legal às suas aspirações. É a Madre Mariana de São José quem, em 1603, em estreita colaboração com o Padre Agostinho Antolinez, Catedrático de Salamanca organiza em Eíbar o terceiro convento e lhe dá regras mais completas e em conformidade com a espiritualidade do momento.
Estas constituições, aprovadas pelo Papa Paulo V em 1616, apresentariam um programa religioso que em nada diferia do delineado na Forma de Viver dos frades. Ambos os textos coincidiam no vigor de sua tensão religiosa, em sua entonação comunitária e em suas exigências ascéticas. Com elas à mão e no coração, a Madre Mariana pôde iniciar o desdobramento que em poucos anos conduziria as recoletas às principais cidades da Espanha e a algumas estrangeiras: Lisboa, Galway (Irlanda), México (capital), Oaxaca (México), Guadalajara (México), e Lima. No final do século XVII contavam com 37 mosteiros. Atualmente, são umas 550 monjas distribuídas em Espanha, México, Estados Unidos, Filipinas e Brasil (em Guaraciaba do Norte, estado de Ceará).
Em todos eles, sempre viveram almas seletas que mantiveram muito elevado o nível religioso da comunidade e contribuíram para a formação de outras Ordens, como as Mercedárias Descalças, as Brígidas Recoletas e as Trinitárias Josefinas.
Cabe aqui recordar Antônia de Jesus (1612-95), fundadora dos conventos de Granada, Chiclana e Medina Sidonia; Isabel da Mãe de Deus (1614-87), fundadora dos conventos de Serradilla e Calzada; Guadalupe Valdillo (1874-1967), restauradora da Recoleção no México; Esperanza Ayerbe (1890-1967), missionária na China e co-fundadora das Missionárias Agostinianas Recoletas; e Mônica de Jesus (1889-1964), uma humilde leiga, cujas virtudes heróicas já foram solenemente reconhecidas pela Igreja, em 1992.
Como religiosas de clausura, asmonjas agostinianas recoletas procuram a união mística com a Santíssima Trindade, fazendo da oração pessoal e comunitária o centro de todas as suas atividades monásticas.
A Missão é, por tudo isso, muito especial: O papa, Nosso bispo diocesano, o clero de nossa diocese, nossos irmãos frades, os missionários, catequistas, evangelizadores, o povo de nossa diocese e toda a Igreja confia em nossas súplicas e intercessões. Cuidamos com especial carinho da celebração litúrgica dos sacramentos e do Ofício Divino e buscamos ser, a pesar de nossos limites e fraquezas, a mais pura expressão do ser orante da Igreja.
E você, quer ser, conosco, totalmente de Cristo e para Cristo?
Para você, minha querida jovem, veja os videos abaixo, reflita e quem sabe, Jesus está lhe chamando à vida contemplativa agostiniana recoleta?  
 
Agostinianas Recoletas
Sociedade Agostiniana Recoleta de Guadalupe
Estrada Morrinhos Novos, Distrito de Sussuanha, s/n
CEP: 62380-000 Cx. Postal 12
Guaraciaba do Norte, Ceará, Brasil.
Fone: [88] 99 29 42 34
[88] 92 35 22 49
 
 
 
 

CRIE A FRASE SÍMBOLO DOS CINQUENTA ANOS DE CONFECÇÃO DOS TAPETES DE CORPUS CHRISTI EM CASTELO-ES

Paróquia Nossa Senhora da Penha
Castelo-ES

 
 
 
 



PRECISAMOS DE JOVENS SANTOS

JAR-Província Santa Rita de Cássia
Brasil

Aproxima-se a Jornada Mundial da Juventude 2013 no Brasil. Hoje em meio a tantas oportunidades que a vida oferece aos jovens, estes mesmos jovens estão dando testemunho de Jesus Cristo no mundo, não deixando o mundo, mas sendo verdadeiros discípulos e missionários de Jesus Cristo no mundo.
O video abaixo nos diz: "Precisamos de santos, jovens santos, jovens de calça jeans e que comem hot-dog..."
Dentro desta imensa juventude cristã, se encontra a Juventude Agostiniana Recoleta (JAR), que busca seguir a Cristo pelos passos de Santo Agostinho.
 
Jovem, coragem, sede santo.........  
 
 
 
 

26ª SEMANA LITÚRGICA EM SÃO PAULO

Centro Pastoral Santa Fé
São Paulo-SP


 

Promovida pelo Centro de Liturgia “Dom Clemente Isnard”, em parceria com o Centro UNISAL Pio XI e a Rede Celebra de Animação Litúrgica, a 26ª Semana de Liturgia, aconteceu em São Paulo (SP) de 15 a 19 de outubro de 2012 com o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, por meio da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia. Representando a Comissão da CNBB e participando de toda a Semana esteve Dom Edmar Peron, bispo auxiliar de São Paulo e membro da Comissão.

            A Semana foi um grande mutirão de debates e práticas litúrgicas. Este ano a discussão girou em torno da “Participação do Povo de Deus como sujeito da liturgia na perspectiva dos pobres à luz da Sacrosanctum Concilium”, em comemoração aos 50 anos desta Constituição Conciliar sobre a Sagrada Liturgia.

            O evento aconteceu no Centro de Pastoral Santa Fé, e estiveram presentes 230 pessoas, de vários lugares do Brasil, como Maranhão, Roraima e Espírito Santo, propriamente, da Paróquia Nossa Senhora da Penha de Castelo, assistida pelos frades agostinianos recoletos da Província de Santa Rita de Cássia.

            “O objetivo da Semana foi, sob a inspiração da Sacrosanctum Concilium, capacitar-nos para ajudar nossas comunidades a serem sujeitos da liturgia, na qual celebram na páscoa de Cristo, a páscoa do povo, para tornar sempre mais presente o Reino de Deus no meio de nós”, disse o assessor da Comissão para a Liturgia da CNBB, padre Hernaldo Pinto Farias, que participou do encontro.

            Enfim, a Semana integrou teoria e prática no campo litúrgico, assumindo uma metodologia participativa, com o uso da técnica do "Laboratório Litúrgico".

            Queremos destacar a participação de Frei Mário Aparecido, OAR juntamente com vários leigos castelenses nesta prática e formativa semana de liturgia. E também a visita de alguns participantes castelenses ao Seminário Teológico Santa Mônica em São Paulo-SP, quando puderam conhecer e desfrutar um pouco mais do carisma agostiniano recoleto.

            Segue algumas fotos da semana de liturgia:











 
Fonte: http://www.redevida.com.br/noticia.asp?id=9332. Acessado em 23-10-2012.
 
 

22 de out de 2012

O PRIOR GERAL E OS SUPERIORES MAIORES DAS NAÇÕES AMERICANAS ESTABELECEM UM PLANO DE REVITALIZAÇÃO DA ORDEM NOS CONTINENTES

Cúria Geral dos Agostinianos Recoletos
Roma-Itália
 
O prior geral, Miguel Miró, presidiu uma reunião na Cidade do Panamá (Panamá) entre os dias 4 e 7 de outubro com os priores e vigários provinciais dos doze países da América nos quais a Ordem dos Agostinianos Recoletos está presente. O encontro foi celebrado no marco do IV Centenário da chegada dos agostinianos recoletos a Panamá e dentro do I Centenário do breve “Religiosas Familias”, segundo estava previsto nas ordenações do último capítulo geral, com a intenção de “favorecer a coordenação de todos os organismos da Ordem”.
 
Junto com o prior geral, Miguel Miró, estava o secretário geral, Sergio Camarena. Também participavam os três priores provinciais das províncias circunscritas a países americanos: o de Nossa Senhora da Candelária (Colômbia e Chile), Santo Agostinho (Estados Unidos) e Santa Rita (Brasil). A eles se uniu o provincial de Nossa Senhora da Consolação (Espanha, Panamá, Guatemala e República Dominicana), ao encontrar-se ali circunstancialmente. Estavam logo os vigários de México e Costa Rica, Brasil, Argentina, Peru, Panamá e os dois da Venezuela. E, finalmente, também participaram da reunião os delegados do provincial da São Nicolau nos Estados Unidos e no Brasil.

Em nota dirigida a todos os religiosos da Ordem, os mesmos participantes se encarregaram de dar conta de suas conquistas e compromissos. “Foi ocasião, segundo tal nota, para propiciar a comunhão e impulsionar o processo de revitalização e reestruturação da Ordem”. E propõem nela “com coragem” vários pontos que buscam desenvolver “um projeto de futuro e revitalização dentro da Ordem”. Os primeiros têm que ver com a mentalidade dos religiosos: seu sentido de pertença à Ordem, por um lado, e a superação tanto do individualismo como do falso dilema “vida de comunidade-ministério”.

Formação conjunta


Os dois pontos seguintes se referem à formação dos jovens que serão os agostinianos recoletos do futuro. Pede-se reavivar neles o sentido missionário e “dar com urgência os passos para estabelecer teologados comuns, coordenados pelo governo geral”. O quinto propósito é de índole organizativa, e busca levar adiante iniciativas comuns “nos países onde haja mais de uma província, ou em países vizinhos”. Refere-se a atividades ordinárias como exercícios espirituais, semanas de formação permanente ou retiros mensais. Enfim, os quatro pontos seguintes vão na mesma linha da comunhão e a operacionalidade, e tem a ver com o trabalho vocacional, os colégios, a Fraternidade Secular e as JAR. E o último poderia resumir o sentido de todo o documento: os superiores da América querem e pedem a todos os religiosos “comprometer-se de maneira decidida oferecendo à Nova Evangelização a riqueza carismática de nossa Ordem”.

Durante esses dias trato-se de temas bem variados relacionados com a visão geral da própria vigararia ou província ou com a valorização do processo de revitalização e reestruturação nelas. Também analisaram o cumprimento das ordenações do capítulo geral e dos planos dos secretariados gerais, assim como algumas iniciativas para organizar eventos conjuntos no campo da espiritualidade e da formação, e futuros encontros nacionais e planos de formação das fraternidades seculares.
 
 
Para saber mais sobre a Ordem dos Agostinianos Recoletos acesse: