16 de jan de 2013

CALENDÁRIO DEVOCIONAL AGOSTINIANO

Província Santa Rita de Cássia
Brasil


devocao calend 250
D e v o ç ã o :
  • ato de dedicar-se ou consagrar-se a alguém ou entidade.
  • Sentimento religioso.
  • Culto, prática religiosa.
  • Dedicação íntima; afeição, afeto.
  • Objeto de especial veneração.
“Quanto mais eu amo,
sinto-me ainda mais devedor”
Santo Agostinho

Devoções: caminhos para Deus
Quando pensamos na palavra devoção, logo nos lembramos de frases como “Sou devoto a Santo Ezequiel Moreno, Santa Rita, Santa Mônica...”.
Contudo, podemos avançar para um sentido mais amplo lembrando que a devoção é algo próprio do amor, um sentimento vivo, é uma íntima dedicação amorosa. Pois ela faz vibrar o coração, e só conseguimos expressá-la quando consagramos amor ao que fazemos.
Ser devoto é fazer de cada ato uma celebração do amor!
Assim viveu Agostinho: devoto da verdade, da família, dos amigos e da vida consagrada ao serviço do reino de Deus.Esta é a âncora para os agostinianos recoletos também de hoje, pois devotam sua vida a Jesus nos passos de Santo Agostinho.
A devoção não é então somente uma forma de piedade cristã, mas um comportamento que sempre ensinou ao mundo os caminhos de Deus.
Os santos e santas expressaram no jeito singular de ser um diferencial particular. Porém, todos encontraram na fonte da Eucaristia e na figura de Santíssima Virgem Maria o alimento para a sua devoção.
Assim também foi com nosso Pai Agostinho nos tempos monásticos e continua sendo hoje para todos da Ordem dos Agostinianos Recoletos.
...
caminho01 200
caminho02 200
caminho03 200
 
Os beatos/as e santos/as nos ajudam, também, nas dificuldades da vida. Eles auxiliam a passagem pelo Caminho

Janeiro:
03 - São Fulgêncio de Ruspe
16 - Comemoração dos familiares falecidos
23 - Beata Maria Josefa de Benigánim

Fevereiro:
03 - Beato Estevão Bellesini
07 - Beato Anselmo Polanco
13 - Beata Cristina de Spoleto
16 - Beato Simão de Cássia

Março:
19 - São José, esposo da Virgem Maria
Padroeiro da Ordem dos Agostinianos Recoletos

Abril:
23 - Beata Helena de Údine
24 - Conversão de Nosso Pai Santo Agostinho
26 - Nossa Senhora do Bom Conselho

Maio:
05 - Beato Vicente Soler e Companheiros
07 - Beata Maria de São José
08 - Nossa Senhora da Graça / Beata Catarina de Santo Agostinho
12 - Beato Guilherme Tirry
13 - Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
16 - Santos Alípio e Possídio
18 - Beato Guilherme de Tolosa
19 - Beatos Clemente de Ósimo e Agostinho de Tarano
22 - Santa Rita de Cássia
Padroeira da Província

Junho:
04 - Beato Santiago de Viterbo
12 - São João de Sahagún

Julho:
17 - Beata Madalena Albrici de Como

Agosto:
02 - Beato João de Rieti
17 - Santa Clara da Cruz de Montefalco
19 - Santo Ezequiel Moreno
26 - Santos Liberato, Bonifácio e Companheiros
27 - Santa Mônica, mãe de Santo Agostinho
28 - Nosso Pai Santo Agostinho

Setembro:
04 - Nossa Senhora, Mãe da Consolação
Padroeira da Ordem dos Agostinianos Recoletos
10 - São Nicolau de Tolentino
19 - Santo Alonso de Orozco
28 - Beatos Mártires do Japão

Outubro:
09 - Beato Antônio Patrizi
10 - Santo Tomás de Vilanova
11 - Beato Elias Socorro Neves
12 - Beata Maria Teresa Fasce
13 - Comemoração dos Benfeitores falecidos
14 - Beato Gonçalo de Lagos
20 - Santa Madalena de Nagasaki
Padroeira da Fraternidade Secular - FRASAR
23 - São Guilherme e Beato João Bom
25 - São João Stone

Novembro:
05 - Beato Mariano de la Mata
06 - Comemoração dos falecidos da Ordem
07 - Beato Graça de Cátaro
13 - Todos os Santos da Ordem
29 - Beato Frederico de Ratisbona

Dezembro:
05 - Aniversário da Recoleção

14 de jan de 2013

A VOCAÇÃO AGOSTINIANO-RECOLETA

Província Santa Rita de Cássia
Brasil


agost voc 01
A Vida em Comunidade:
"Uma só alma
e um só coração
dirigidos para Deus
".
Deixe-me voar para Vós, meu Deus e Senhor...


Santo Agostinho instaura na Igreja a experiência das primitivas comunidades. É o que ele diz no início de sua Regra:
“Para isto vos reunistes em comunidade. Vivei unidos numa só casa e tende uma só alma e coração dirigidos para Deus”.
Agostinho concebia a vida religiosa como um grupo de amigos que se reuniam para chegar à posse da verdade. Lendo a Regra, vê-se que, na sua concepção, cada membro tinha uma função dentro do grupo, todos, porém,
“uma só alma e coração”.
Todos deviam ajudar-se para construir uma comunidade de vida, de ideais, de interesse religiosos e humanos, em perfeita comunicação. Enfim, uma verdadeira comunidade de irmãos e amigos, tendo em vista uma única meta, caminhando na mesma direção e em íntima colaboração para a integração do grupo.
O núcleo da concepção agostiniana da vida religiosa está na tomada de consciência da unidade e da comunhão interior entre os irmãos. Isto leva a ter em conta os valores, a mútua ajuda, evitando o egoísmo.
Nas Confissões, Agostinho nos fala de seu ideal, anterior à conversão:
“Éramos muitos os amigos que trazíamos o espírito agitado. Falávamos com aborrecimento dos dissabores tumultuosos da vida humana. Já quase tínhamos resolvido viver sossegadamente, retirados da multidão.
Tínhamos projetado aquele sossego deste modo: se alguma coisa possuíssemos, junta-la-íamos para uso comum, combinando formar de tudo um só patrimônio, de tal forma que, por amizade sincera, não houvesse um objeto deste, outro daquele, mas se tudo se tivesse uma só fortuna, sendo tudo de cada um e tudo de todos”(Conf., 6,14).
Após a conversão escreve a Leto que duvidava em seguir sua vocação:
“Cada um procure amar aquela sociedade e comunhão, como está escrito: Não existia entre eles senão uma só alma e um só coração. Desta forma, tua alma não é tua, mas de todos os irmãos. As almas deles são tuas, ou, melhor, suas almas com a tua, não são almas, mas uma só alma, única, de Cristo" (Epist. 243,4).
Mais claro ainda, neste trecho:
“Não vivem em união senão aqueles nos quais está a perfeita caridade de Cristo. Muitos irmãos vivem só corporalmente unidos. Quem vive na unidade? Aqueles dos quais está escrito: Tinham uma só alma e um só coração dirigidos para Deus e ninguém tinha nada próprio, mas tudo lhes era comum” (Enarrationes in Os. 132(12).
Aí está a chave para compreender a comunidade agostiniana. Para Agostinho a experiência de vida religiosa está penetrada por esta dimensão comunitária. É um ponto de partida sumamente bíblico.
Para construir esta comunidade exige-se o fundamento da caridade. Vivendo a caridade, os irmãos:
  • dedicam-se a mútuas atenções, como filhos de Deus e irmãos de Cristo;
  • entregam sua vida e tudo o que lhes pertence ao serviço do amor;
  • aceitam-se mutuamente;
  • sabem perdoar;
  • praticam com delicadeza a correção fraterna e
  • ajudam-se com orações.
O ideal da comunidade agostiniana é realizar uma convivência em Cristo, reproduzindo, de acordo com as exigências de cada tempo e lugar, o que vem descrito nos Atos dos Apóstolos.
Este é o ideal, bíblico e humano, que a Ordem dos Agostinianos Recoletos propõe aos jovens de hoje. Num mundo dilacerado por separações provenientes dos mais variados conflitos, mas que anseia pela paz e compreensão, podemos oferecer aos jovens e homens de boa vontade a possibilidade de uma realização humana, eclesial e religiosa, que leva em conta as mais profundas aspirações do coração humano.
 

PRIMEIROS VOTOS DE FREI FABRÍCIO MANGIFESTI CARVALHO, OAR

Seminário Nossa Senhora Aparecida - Capelinha
Franca-SP


No dia 09 de janeiro de 2013, durante a assembléia provincial na cidade de Franca-SP, frei Fabrício emitiu seus votos simples pela primeira vez.
 
Frei Fabrício Mangifesti Carvalho é natural de Brejetuba (ES) e voltou recentemente da Colômbia, onde fez o noviciado no mosteiro El Desierto de la Candelaria, na Província Nuestra Señora de la Candelaria. Frei Nicolás, Prior Provincial da Província Santa Rita de Cássia, presidiu a Santa Missa e a cerimônia dos votos simples de frei Fabrício, cujos pais (Pedro Camargo Carvalho e Joselina Mangifesti Carvalho) estavam presentes neste dia tão maravilhoso em sua vida.
 
Após a Santa Missa, a comunidade dos frades se reuniu com alguns leigos para a confraternização dos votos simples de frei Fabrício no refeitório do Seminário Nossa Senhora Aparecida.

Parabéns a nosso mais novo irmão: Frei Fabrício, oar



Video da profissão smples de frei Fabrício


13 de jan de 2013

ASSEMBLÉIA PROVINCIAL 2013

Seminário Nossa Senhora Aparecida - Capelinha
Franca-SP

Assembléia Provincial 2013

De 7 a 11 de janeiro a Província Santa Rita de Cássia se reuniram no seminário Nossa Senhora Aparecida (Capelinha) em Franca (SP) para sua assembléia anual. O tema deste ano foi sobre o “Aprofundamento sobre a Vida Religiosa à luz do Concílio Vaticano II e da Exortação Sinodal Vita Consecrata sobre a Vida Religiosa”.
 
A assembléia provincial é a comunidade exercendo seu poder de legislação, contribuição e partilha. Todos os frades participam para poderem avaliar a caminhada feita e traçar planos e projetos para o futuro. Para isso, eles deliberam assuntos de interesse da província.
 
Durante toda a assembleia a convivência fraterna se fez presente. É o carisma agostiniano recoleto concretizado. Uma só alma e um só coração dirigidos para Deus.