10 de mar de 2014

COMEMORAÇÃO DO ANIVERSÁRIO DE FREI HÉLTON PIMENTA, OAR.

Paróquia Nossa Senhora Aparecida
Franca-SP

elton00 200Frei Elton fez aniversário no dia 1 de março e o dom de sua vida foi celebrado no dia 4 de março, com almoço comemorativo entre alguns membros das famílias biológica e religiosa.
A comemoração do aniversário de frei Elton foi celebrado no dia 4 pois no primeiro dia do mês os irmãos estavam em comunidade dando o adeus a frei Salvador, que foi sepultado no dia 1 de março.
 
elton1 650

elton2 650

 Todos os irmãos da comunidade do Seminário Nossa Senhora Aparecida – Capelinha (padres, irmãos e seminaristas) participaram, bem como familiares biológicos de frei Elton e irmãos recoletos de outras comunidades: frei Mason e frei André e frei Sérgio Sambl (Comunidade São José, Ribeirão Preto-SP), frei José Carlos, frei Raimundo e frei Geraldo (Comunidade Sagrado Coração de Jesus, Franca-SP), frei Benedito, frei Francisco Botacín e frei Luiz Gonzaga (Comunidade Nossa Senhora das Graças, Franca-SP) e frei Wagno com frei Romualdo (Comunidade Santa Rita de Cássia, Igarapava-SP).
 
 
elton3 650

Parabéns, frei Elton!
 
 
elton4 650

 
Deus continue abençoando sempre o dom de sua vida!!!
 
Frei José Roberto Mason

 
 
 

MANIFESTO PÚBLICO EM CASTELO-ES: FRATERNIDADE E TRÁFICO HUMANO – CF 2014.

Paróquia Nossa Senhora da Penha
Castelo-ES.




Marcando o início da Quaresma, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) lançou nesta quarta (5-03-2014) a Campanha da Fraternidade 2014. Neste ano, as ações e reflexões vão tratar do tema “Fraternidade e tráfico humano”, com lema baseado na citação bíblica de Gálatas 5:1 – “É para a liberdade que Cristo nos libertou”. O objetivo da campanha é de identificar as práticas de tráfico humano em suas várias formas e denunciá-lo como violação da dignidade, dos direitos e da liberdade humana, mobilizando as pessoas contra esse crime.
O tráfico de pessoas é uma prática do crime organizado, com estrutura sofisticada e ramificada nos grandes centros urbanos e em regiões de fronteira. Conforme ilustra o cartaz da Campanha da Fraternidade, o crime é praticado em quatro modalidades, entre o tráfico para a exploração do trabalho, para a exploração sexual, para extração de órgãos e o tráfico de crianças e adolescentes. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), a prática movimenta 32 bilhões de dólares por ano em todo o mundo, com 85% do valor vindo do tráfico para fins sexuais.

De acordo dados da ONG (Organização Não-Governamental) Walk Free, são 30 milhões de pessoas no mundo vítimas de tráfico humano. Relatório da entidade em 2013 aponta 200 mil pessoas em situação de mão-de-obra escrava no Brasil, colocando o país na 93ª posição do ranking global de escravidão. Já números da OIT (Organização Internacional do Trabalho) apontam 21 milhões de pessoas exploradas pelo tráfico, sendo 1,8 milhão na América Latina. O perfil das vítimas mostra que 74% são adultos (15,4 milhões) e a maioria – 55% - mulheres. O tráfico para trabalho forçado e para exploração sexual está entre as principais finalidades.

Ações de conscientização e combate ao tráfico humano

No último dia 08-03-2014, a PARÓQUIA AGOSTINIANA RECOLETA NOSSA SENHORA DA PENHA, da cidade de Castelo-ES, promoveu uma MANIFESTAÇÃO PÚBLICA COM PANFLETAGEM SOBRE O TEMA. Contaram com o apoio dos religiosos do NÚCLEO DA CRB DA DIOCESE DE CACHOEIRO DO ITAPEMIRIM E A CÁRITAS DIOCESANA, os quais estiveram por toda manhã na praça central da cidade, expondo e alertando a todos que ali passavam, sobre o tema. Não se esquecendo do caso do desaparecimento, a um ano e sete meses da Castelense AMANDA.

No âmbito geral, uma das ações concretas da CRB é a campanha “Jogue a favor da vida. Denuncie o tráfico de pessoas”, que prevê atividades de conscientização e prevenção contra o tráfico humano e a exploração sexual durante a Copa do Mundo. Membros da CRB (Conferência dos Religiosos do Brasil) e de entidades parceiras vão atuar a partir de 18 de maio até o final do evento em todas as cidades-sede da competição. Panfletos com orientações serão distribuídos em rodoviárias, aeroportos e hotéis.


ABRACEMOS ESSA CAUSA QUE É DE TODOS NÓS.

Frei Ricardo, OAR