11 de abr de 2014

ENCONTRO DA JAR

Paróquia São José
Ribeirão Preto

Convidamos a você jovem de Ribeirão Preto ou região para participar deste encontro. Conheça assim nossa família. Será no salão paróquial neste sábado às 17h00 - Igreja São José.

Participe!



8 de abr de 2014

NOTÍCIAS DA PRELAZIA DE LÁBREA-AM: A ALDEIA APURINÃ DE TAUAMIRIM-TAPAUÁ ABENÇOA A IGREJA DEDICADA A SÃO JOSÉ.

Prelazia de Lábrea
Tapauá-AM



No dia 19 de março foi abençoada a igreja de madeira construída pelo povo apurinã da aldeia Tauamirim-Tapauá, na Prelazia de Lábrea (Amazonas, Brasil), dedicada a São José, padroeiro da aldeia.

Faz muitos anos o sonho da comunidade era ter uma igreja dedicada a São José. O senhor Adalberto Apurinã, muito idoso, e seu irmão Julio, cego, com o apoio da paróquia, lutaram até conseguir realizar o desejo. Iniciou-se a construção no ano passado e já está construída. Os parentes vieram das outras aldeias apurinãs: Pupunha, São João, Santo Antonio, Itaboca- algumas delas está há vinte horas em canoa-, foram chegando para participar da festa.

Toda noite do dia 18 ao 19 passaram dançando a dança típica apurinã, o “xingané”. No início a chuva dificultou. A praça da aldeia se transformou num lameiro. Antes da meia noite a chuva parou e o povo dançou até o dia amanhecer, mastigando a folha “badú”, que lhes faz resistir ao cansaço.

Ao longo da manhã foram chegando as famílias da comunidade Santo Ezequiel Moreno de Tauamirim. A celebração, presidida pelo agostiniano recoleto Miguel Angel Peralta, começou com a benção da igreja e a procissão. Estavam presentes também as irmãs oblatas Dora e Gertrude, que estavam visitando as aldeias e comunidades dos rios, alguns professores indígenas e amigos da aldeia.

Durante a procissão, o senhor Adalberto levava a imagem de São José sobre sua cabeça, como se fosse o andor, e passeou por toda a aldeia, cantando e pedindo a proteção para todas as famílias. Durante a celebração foram batizadas duas crianças apurinãs e um jovem recebeu o sacramento da crisma.

Prepararam almoço para todas as visitas com carne de anta e queixada, dois dos animais do mato, que os mesmos indígenas percebem que estão em perigo de extinção. Pela tarde, mesmo com a chuva, jogaram várias partidas de futebol entre as diferentes comunidades. Chegou a noite a festa continuou.

Que uma comunidade indígena da prelazia de Lábrea construa uma igreja dedicada a um santo, celebre a festa com procissão e peça a um missionário que os acompanhe, é um fato insólito, porque quase sempre os missionários tem tido dificuldades para poder atender e acompanhar aos povos indígenas no aspecto religioso, e não por parte destes, mas por exigências das orientações do governo e determinadas formas de conceber a pastoral. Os religiosos que entram no Brasil tem que assinar um documento onde se comprometem a não trabalhar com os povos indígenas.

Também a comunidade São José da cidade de Tapauá celebrou o tríduo em honra do santo padroeiro e, mesmo que a chuva fosse constante, a fé de muitos devotos foi mais resistente que a abundante água: a procissão se celebrou com chuva pelas ruas do bairro de São João e Mutirão com excelente participação.

Fonte: http://www.agostinianosrecoletos.org
Edição: Frei Ricardo, oar
 









QUE ENCONTRO! PROFESSOS AGOSTINIANOS (OSA), RECOLETOS (OAR), SALESIANOS (SDB) E CÔNEGOS (CRL) REALIZAM UM DIA DE CONVIVÊNCIA EM SÃO PAULO-SP.

Seminário Teológico Santa Mônica
São Paulo-SP


Viver em comunhão é prescrito na Palavra de Deus como algo bom e agradável, como afirma o salmista no Salmo 133,1: “Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos”. Podemos dizer que este salmo celebra as alegrias da harmonia fraternal. E foi neste clima que nesta primeira semana de abril de 2014 os religiosos AGOSTINIANOS (OSA), RECOLETOS (OAR), SALESIANOS (SDB) E CÔNEGOS (CRL), todos, colegas de faculdade e estudantes na UNISAL-SP, decidiram se encontrar para realizarem um dia de convivência entre irmãos na mesma cidade de São Paulo.
 
Que vivamos sempre unidos, tendo um só coração e uma só alma voltados para Deus!
Frei Ricardo, oar
 





 
 
 
 
 
Agradecemos ao nosso irmão Frei Laércio, oar pelo envio das fotos.
 
 
 
 
 

PARABÉNS FREI JONAS GUSSON, OAR.

Província Santa Rita de Cássia
Brasil

O calendário da Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoletos recorda neste dia, 8 de abril de 2014, o aniversário natalício de 39 anos de Frei Jonas Gusson, O.A.R. e toda a Província de Santa Rita de Cássia congratula-se com esse nosso querido irmão e roga a Deus que o abençoe com ricas bênçãos de saúde e sabedoria.
Frei Jonas Gusson, O.A.R., atualmente, reside e trabalha como Vigário Paroquial na Paróquia Nossa Senhora da Penha, na cidade de Castelo (ES).
 
 
 
Um momento especial de renovação para sua alma e seu espírito, porque Deus, na sua infinita sabedoria, deu à natureza, a capacidade de desabrochar a cada nova estação e a nós capacidade de recomeçar a cada ano.
Desejamos a você, um ano cheio de amor e de alegrias.
Afinal fazer aniversário é ter a chance de fazer novos amigos, ajudar mais pessoas, aprender e ensinar novas lições, vivenciar outras dores e suportar velhos problemas.
Sorrir novos motivos e chorar outros, porque, amar o próximo é dar mais amparo, rezar mais preces e agradecer mais vezes.
Fazer Aniversário é amadurecer um pouco mais e olhar a vida como uma dádiva de Deus.
É ser grato, reconhecido, forte, destemido.
É ser rima, é ser verso, é ver Deus no universo;
Parabéns a você nesse dia tão grandioso.
 
São os votos de todos seus irmãos agostinianos recoletos.
 

7 de abr de 2014

ENCONTROS VOCACIONAIS AGOSTINIANOS RECOLETOS.

Província Santa Rita de Cássia
Brasil


Que é um agostiniano recoleto?

É um homem que, para amar a Deus e ao próximo, professou os votos de castidade, pobreza e obediência, vive em comunidade de irmãos segundo o carisma de santo Agostinho e o espírito da Ordem e serve à Igreja em paróquias, missões, colégios e casas de formação.

 

Em que consiste a vocação?

Cada vocação é um chamado interno. A vocação à Ordem dos Agostinianos Recoletos é um chamado pessoal de Deus a fazer parte desta família para seguir a Jesus Cristo na vida religiosa comunitária.

 

Homens

Os homens podem fazê-lo como:

Sacerdotes. Os agostinianos recoletos sacerdotes são homens que, além da vocação à vida religiosa comunitária na Ordem, são chamados na Igreja a desempenhar as atividades próprias do sacerdócio ministerial.

Irmãos. Os agostinianos recoletos irmãos são homens que, tendo vocação à vida religiosa na Ordem, não se sentem chamados ao sacerdócio ministerial. São agostinianos recoletos que servem à Igreja de Deus e à humanidade através de profissões e tarefas bem variadas.

 

Mulheres

Nossa família inclui também mulheres, as agostinianas recoletas, em duas formas possíveis:

 

Vida contemplativa. Dedicam-se à oração.

Vida ativa. Trabalham em diversos campos de missão.

 

Embora os ramos femininos e o masculino tenham total independência entre si, eles estão unidos pelos laços espirituais de Santo Agostinho.

 

Posso ser agostiniano recoleto?

Se você é do sexo masculino, maior de 18 anos, confia na ajuda de Deus e tem uma autêntica vocação à vida religiosa agostiniano-recoleta você poderá ser um de nós. Vai depender de você.

 

Como sei que tenho vocação?

Você mesmo tem a resposta. Nós podemos ajudar você. Oferecemos acompanhamento vocacional e a possibilidade de uma experiência de discernimento. Ajudamos você, por meio de instrumentos adequados, a ver os sinais de um possível chamado de Deus. Guiamos você na tomada de uma decisão bem fundamentada.

 

Quanto tempo dura a experiência?

Trata-se de um processo personalizado, de acordo com suas características pessoais e com o grau de sua maturidade vocacional. Você pode entrar no processo ou sair dele quando você ou o diretor da experiência o considerar oportuno.

 

Esta experiência consta das seguintes fases:

Acompanhamento vocacional ou aspirantado: dura o tempo que seja necessário até que haja um adequado discernimento e decisão em contato direto com os orientadores e promotores vocacionais. Nesta fase não se abandona a situação própria de estudo, trabalho e família.

Filosofado – postulantado: Dois a três anos em um de nossos seminários.·.

Noviciado: Um ano dedicado ao estudo e à experiência de vida religiosa.

Teologado: Quatro anos de estudo teológico.

Experiência pastoral e comunitária: Um ano na casa de uma das nossas comunidades para a qual você seja designado.

 

Que acontece com meus estudos, minha carreira, minha situação atual?

Você pode dar sequencia à sua vida até o momento de decidir, com a luz do Senhor, se continua como até agora ou se muda os rumos de sua existência. Seus estudos ou sua atual carreira acadêmica e profissional poderão ser concluídos ou dar sequência mais adiante com um acompanhamento personalizado no contexto da missão da Ordem.

 

Que acontece se decido não continuar no programa de discernimento vocacional?

Você terá tido uma experiência profunda de vida cristã, um maior conhecimento de si mesmo, da Ordem dos Agostinianos Recoletos e de suas obras. Além disto, terá decidido com maior clareza seu próprio caminho.

 

Onde e com quem posso falar?

 

 
 

MISSA JOVEM NA PARÓQUIA AGOSTINIANA RECOLETA NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO EM CACHOEIRO DO ITAPEMIRIM-ES.

Paróquia Nossa Senhora da Consolação
Cachoeiro do Itapemirim-ES


A juventude é uma pedra preciosa que, com o passar do tempo, pode ser largada no interior de uma rocha ou lapidada até revelar seu brilho a todos. Quantos jovens estão como pedras preciosas escondendo sua beleza, seu vigor, sua força e garra? A Igreja Católica, nos últimos anos, tem envolvido a juventude, dando-lhe um novo ânimo focado na evangelização, no qual o jovem é chamado por Deus não para viver os prazeres, mas os desafios de uma sociedade conturbada pela exposição corporal e a imposição da mídia consumista, marcados pelo capitalismo e o sensacionalismo a todo o momento. Aprendemos, na Igreja, que o maior ensinamento no meio jovem deve ser feito pelo bom exemplo, seja com nossos parentes, amigos ou colegas. Onde estivermos e com quem estivermos não podemos ter vergonha de acreditar e proclamar as graças de Deus em nossa vida. Os desafios travados pelos jovens que busca o Senhor é rejeitar o sexo fora e antes do casamento, fugir das diversões desregradas, das bebidas alcoólicas. “Quantos jovens estão como pedras preciosas escondendo sua beleza, seu vigor, sua força e garra?” A solução é manter os olhos fixos em Deus e buscar combater tudo com Seu exemplo. A felicidade do jovem não está em ter muitos bens passageiros, mas no amor do Pai que é incondicional e permanente. Esse amor transborda de tal forma que atinge e contagia aqueles que estão à nossa volta!

E É NESTE SENTIDO QUE A PARÓQUIA AGOSTINIANA RECOLETA NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO EM CACHOEIRO DO ITAPEMIRIM-ES CONVIDA A TODOS OS JOVENS PARA INICIARMOS UM TRABALHO PRA VALER...

VENHAM PARTICIPAR CONOSCO!!!
 
 Cristielly Luiza da Silva
Edição: Frei Ricardo, oar