17 de out de 2014

RETIRO MENSAL DOS FRADES: REGIÃO INTERIOR DE SÃO PAULO.

Província Santa Rita de Cássia
Região Interiorana de São Paulo



        Ontem, dia 16-10-2014 aconteceu na cidade de Igarapava-SP o RETIRO MENSAL COM OS FRADES DA REGIÃO INTERIORANA DE SÃO PAULO. Fizeram-se presentes os frades das comunidades: Sagrado, Capelinha e Graças (Franca), São José (Ribeirão Preto) e Santa Rita (Igarapava).
        Durante o retiro, o tema refletido e rezado foi: “HOJE… DIA DE REZAR PELAS VOCAÇÕES”. Subsídio preparado por frei Miguel Ángel HERNÁNDEZ, da comunidade de Monteagudo.
        Neste sentido nos diz o Papa Francisco:
“Em muitos lugares, há escassez de vocações ao sacerdócio e à vida consagrada. Frequentemente isso se deve à falta de ardor apostólico contagiante nas comunidades, pelo que estas não entusiasmam nem fascinam. Onde há vida, fervor, paixão de levar Cristo aos outros, surgem vocações genuínas. Mesmo em paróquias onde os sacerdotes não são muito disponíveis nem alegres, é a vida fraterna e fervorosa da comunidade que desperta o desejo de se consagrar inteiramente a Deus e à evangelização, especialmente se essa comunidade vivente reza insistentemente pelas vocações e tem a coragem de propor aos seus jovens um caminho de especial consagração” (Papa Francisco: Evangelii Gaudium, 107).

        Ao final do retiro foi-nos oferecido um delicioso almoço pela comunidade local dos frades.

Rezemos sempre pelas vocações:
ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES OAR
Senhor Nosso Deus, fazei que o clamor de vossa voz chegue a muitos.
Que se levantem e vivam unidos a vós. Preparai seus corações com vossa palavra,
de modo que se disponham a evangelizar os pobres e a cuidar de vossa extensa messe.
Senhor, que todos os chamados à vida agostiniana recoleta
escutem vossa voz e possam cumprir vossa vontade. Amém.

Frei Ricardo, OAR
Veja algumas fotos do retiro:






Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL: 
  

13 de out de 2014

HOMENAGENS A NOSSA SENHORA APARECIDA NA CAPELINHA – FRANCA-SP.

Paróquia Nossa Senhora Aparecida
Franca-SP



        Ontem, dia 12 de outubro de 2014, as comemorações em honra a Santa Mãe de Deus Nossa Senhora Aparecida, se deu com bastante piedade e alegria na paróquia agostiniana recoleta, localizada na cidade de Franca-SP, da qual é padroeira e leva o seu nome.
        Durante todo o dia aconteceram vários momentos espirituais e comunitários, dentre eles destacamos: o Angelus, a cavalgada, a carreata e a belíssima celebração eucarística presidida pelo bispo diocesano, Dom Paulo Roberto.

QUE A VIRGEM MÃE APARECIDA INTERCEDA A SEU FILHO POR TODOS NÓS, SEUS FILHOS E FILHAS.

Por Frei Ricardo, OAR
Fotos: Capelinha/facebook


Algumas fotos das celebrações:




















Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:




HOMENAGENS A NOSSA SENHORA APARECIDA EM IGARAPAVA-SP.

Paróquia Santa Rita de Cássia
Igarapava-SP


Frei Wagno Broedel, OAR


        Ontem, dia 12 de outubro de 2014, as comemorações em honra a Santa Mãe de Deus Nossa Senhora Aparecida, contou com vários momentos participativos de toda comunidade igarapavense, sob a direção do pároco: Frei Wagno Broedel, OAR.
        Entre as várias homenagens, destacamos a procissão fluvial pelas águas do RIO GRANDE, a cavalgada, a carreata e houve também àqueles que seguiram em bicicletas e em motos.
QUE A VIRGEM MÃE APARECIDA INTERCEDA A SEU FILHO POR TODOS NÓS, POBRES PECADORES.

 Por Frei Ricardo, OAR
Fotos: Fagner Pimentel Alves


Algumas fotos dos eventos:

























Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL: 




AGOSTINIANOS RECOLETOS EM MUQUI-ES: OS QUATRO FRADES MUQUIENSES.

Paróquia São João Batista
Muqui-ES

Igreja Matriz de Muqui-ES

        No dia 24 de agosto de 1931, chega à cidade o Pe. Frei João Coelho para substituir o Pe. Olivério. O Pe. Frei João Coelho esteve à frente da Paróquia até 1935. No dia 05 de dezembro do mesmo ano, chega a Muqui o Revmo Pe. Pedro Domingos que, no dia 08 toma posse como Pároco da Paróquia, assim permanecendo durante 57 anos, até o dia de sua morte em 12 de junho de 1992. Seus restos mortais se encontram depositados na Igreja Matriz.
        Desde então, muitos padres agostinianos estiveram conosco, servindo e formando o Reino de Deus entre nós. Destacam-se de maneira especial o Frei Laurentino Alvarez da Imaculada, que esteve uns dez anos aqui junto com Pe. Pedro; Frei José Paulo Viçosi, que atendendo às determinações do Concílio Vaticano II, deu grande impulso às CEB’s (Comunidades Eclesiais de Base) e às Pastorais; Frei Raimundo Nonato de Oliveira, o padre amigo das crianças, que grandes inovações fez em nossa Paróquia; Frei Silvestre Brunóro; Frei Joaquim Canzian, o amigo de todos. Hoje contamos com a presença incansável de Frei Gracione Augusto Alves, Pároco; Frei Pedro Olavo e Frei Wesley Silva Rosa. Temos também a alegria de ter três filhos de Muqui como Padres Agostinianos: Frei Enéas Berilli; Frei Pedro Olavo Macedo; Frei Didier Esperidião Neto e ainda o professo de votos simples Frei Rhuam Ferreira Rodrigues de Almeida, que inicia neste ano o curso de Teologia em São Paulo.
        No dia 08 de agosto de 1961, houve o descerramento de uma placa comemorativa em mármore e bronze, na porta principal da Igreja Matriz, como homenagem de gratidão do Povo de Muqui aos Padres Agostinianos que somavam 30 anos em Muqui.

Por Therezinha Furtado de Araújo
Edição para o Blog: Frei Ricardo, OAR

Eis os quatro frades muquienses:
Da esquerda para direita: Frei Rhuam, Frei Didier, Frei Pedro Olavo e Frei Enéas  Berilli.


Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL: 



12/10: SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL: COMEMORAÇÕES EM PARÓQUIAS AGOSTINIANAS RECOLETAS DAS CIDADES DE SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO.

Província Santa Rita de Cássia
Brasil

No momento do Aparecimento


        Com muita alegria nós, brasileiros, lembramos e celebramos solenemente o dia da Protetora da Igreja e das famílias brasileiras: Nossa Senhora da Conceição Aparecida.
        A história de Nossa Senhora da Conceição Aparecida tem seu início pelos meados de 1717, quando chegou a notícia de que o Conde de Assumar, D. Pedro de Almeida e Portugal, Governador da Província de São Paulo e Minas Gerais, iria passar pela Vila de Guaratinguetá, a caminho de Vila Rica, hoje cidade de Ouro Preto (MG).
        Convocados pela Câmara de Guaratinguetá, os pescadores Domingos Garcia, Filipe Pedroso e João Alves saíram à procura de peixes no Rio Paraíba. Desceram o rio e nada conseguiram.
        Depois de muitas tentativas sem sucesso, chegaram ao Porto Itaguaçu, onde lançaram as redes e apanharam uma imagem sem a cabeça, logo após, lançaram as redes outra vez e apanharam a cabeça, em seguida lançaram novamente as redes e desta vez abundantes peixes encheram a rede.
        A imagem ficou com Filipe, durante anos, até que presenteou seu filho, o qual usando de amor à Virgem fez um oratório simples, onde passou a se reunir com os familiares e vizinhos, para receber todos os sábados as graças do Senhor por Maria. A fama dos poderes extraordinários de Nossa Senhora foi se espalhando pelas regiões do Brasil.
        Por volta de 1734, o Vigário de Guaratinguetá construiu uma Capela no alto do Morro dos Coqueiros, aberta à visitação pública em 26 de julho de 1745. Mas o número de fiéis aumentava e, em 1834, foi iniciada a construção de uma igreja maior (atual Basílica Velha).
        No ano de 1894, chegou a Aparecida um grupo de padres e irmãos da Congregação dos Missionários Redentoristas, para trabalhar no atendimento aos romeiros que acorriam aos pés da Virgem Maria para rezar com a Senhora “Aparecida” das águas.
        O Papa Pio X em 1904 deu ordem para coroar a imagem de modo solene. No dia 29 de abril de 1908, a igreja recebeu o título de Basílica Menor. Grande acontecimento, e até central para a nossa devoção à Virgem, foi quando em 1929 o Papa Pio XI declarou Nossa Senhora Aparecida Padroeira do Brasil, com estes objetivos: o bem espiritual do povo e o aumento cada vez maior de devotos à Imaculada Mãe de Deus.
        Em 1967, completando-se 250 anos da devoção, o Papa Paulo VI ofereceu ao Santuário de Aparecida a Rosa de Ouro, reconhecendo a importância do Santuário e estimulando o culto à Mãe de Deus.
        Com o passar do tempo, a devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida foi crescendo e o número de romeiros foi aumentando cada vez mais. A primeira Basílica tornou-se pequena. Era necessária a construção de outro templo, bem maior, que pudesse acomodar tantos romeiros. Por iniciativa dos missionários Redentoristas e dos Senhores Bispos, teve início, em 11 de novembro de 1955, a construção de outra igreja, a atual Basílica Nova. Em 1980, ainda em construção, foi consagrada pelo Papa João Paulo ll e recebeu o título de Basílica Menor. Em 1984, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) declarou oficialmente a Basílica de Aparecida Santuário Nacional, sendo o “maior Santuário Mariano do mundo”.
        Neste sentido, várias paróquias de todo o Brasil celebram com grande solenidade, neste dia, a Festa da Mãe Aparecida. Duas paróquias AGOSTINIANAS RECOLETAS (NOSSA SENHORA DE LOURDES EM SÃO PAULO-SP E SÃO JANUÁRIO NO RIO DE JANEIRO-RJ) também celebraram solenemente. Vejamos as fotos abaixo:

NOSSA SENHORA DE LOURDES EM SÃO PAULO-SP: organizaram uma cavalgada pelas ruas da Vila Hamburguesa.









SÃO JANUÁRIO NO RIO DE JANEIRO-RJ: organizaram uma procissão pelas ruas de São Cristóvão.
















Nossa Senhora da Conceição Aparecida, rogai por nós!


Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL: