6 de jun de 2015

FREI ANDRÉ E FREI GUSTAVO VISITAM A COMUNIDADE RELIGIOSA SANTA MÔNICA EM SÃO PAULO-SP E REFLETEM SOBRE O ANO DA VIDA CONSAGRADA.

Teologado Santa Mônica
São Paulo-SP


No dia 05 de junho de 2015, os promotores vocacionais da Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoletos, Frei André e Frei Gustavo visitaram a comunidade religiosa de São Paulo-SP (TEOLOGADO SANTA MÔNICA), composta pelos frades:

Frei Egisto Cansian;
Frei Marcus Vinícius Dorrigo Leite;
Frei Ademir Garcia;
Frei Laércio Rodrigo da Cruz;
Frei Fernando Mazer da Silva;
Frei Rhuam Rodrigues de Almeida;
Frei Sidney Pereira;
Frei Pedro dos Santos;
Luiz Alberto Cruz da Silva (postulante).

Durante toda manhã da sexta-feira refletiram entre irmãos sobre “O ANO DA VIDA CONSAGRADA” com ênfase na revitalização do estilo agostiniano recoleto de viver.

“Todo nosso ‘SIM’ se nutre da água viva extraída da fonte, e esta tem nome e sobrenome: JESUS CRISTO”. (Padre Alfredo Gonçalves, CR).

Por Frei Ricardo Alberto Dias, OAR
Fotos: Frei Gustavo Barbiero Mello, OAR

Veja algumas fotos desta visita fraterna:



  Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:
  

5 de jun de 2015

FREI DIDIER ESPERIDIÃO NETO – OAR LANÇA LIVRO SOBRE A ORIENTAÇÃO ESPIRITUAL.

Província Santa Rita de Cássia
Brasil


FREI DIDIER ESPERIDIÃO NETO, OAR

Nasceu em Cachoeiro de Itapemirim (ES).

Respondendo ao chamado de Deus, em 2011 ingressou no seminário Nossa Senhora Aparecida da Ordem dos Agostinianos Recoletos em Franca (SP), onde cursou filosofia.

Em 2004, fez o noviciado no convento Deserto da Candelária (Colômbia). Depois esteve no Teologado de Suba (Bogotá, capital colombiana).

No ano de 2006 retornou ao Brasil para continuar seus estudos teológicos em São Paulo (SP).

No dia 24 de maio de 2008, na paróquia Nossa Senhora da Consolação, em Cachoeiro de Itapemirim emitiu os votos perpétuos dos conselhos evangélicos de castidade, pobreza e obediência.

No dia 14 de dezembro foi ordenado diácono na paróquia Nossa Senhora de Lourdes em São Paulo (SP) por dom Frei Caetano Ferrari. Dia 20 de junho de 2009, foi admitido à Ordem do Presbiterato pela oração consecratória da Igreja e pela imposição das mãos de Dom Frei Célio de oliveira Goulart, na cidade de Muqui (ES).

Graduado em psicologia pelo Centro Universitário São Camilo (ES), em 2014, atualmente é vigário paroquial na Paróquia Santa Rita de Cássia na cidade de Vitória (ES).

SOBRE A OBRA:

É uma adaptação de informações geradas pelo aparato de autores específicos e de fontes (apontamentos de retiros, palestras e, algo similar).

Portanto, traz uma construção de pensamentos embasados em livros sobre a orientação espiritual; na fala popular trata-se de uma “costura” dando um novo corpo na forma de pensar o tema.

Desde já: “frisamos que a mesma não traz mérito pessoal para ao autor”. Esta obra quer indicar a Orientação Espiritual (OE) como fonte de conhecimento para o crescimento da santidade em busca de Deus.


In.: Editora Palavra e Prece



Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:
  

4 de jun de 2015

FREI ANTÔNIO LEOPOLDO ESCREVE SOBRE A SOLENIDADE DE CORPUS CHRISTI.

Província Santa Rita de Cássia
Brasil


A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remonta ao século XIII, na Diocese de Liège, na Bélgica, por iniciativa da freira Agostiniana Juliana de Mont Cornillon, (†1258). A Festa de Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV com a Bula ‘Transiturus’ de 11 de agosto de 1264, para ser celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes.

Em 1247, aconteceu a 1ª Procissão Eucarística pelas ruas de Liège, já como festa da Diocese. Depois se tornou festa nacional na Bélgica. O decreto de Urbano IV teve pouca repercussão, porque o Papa morreu em seguida. Mas se propagou por algumas Igrejas, como na Diocese de Colônia na Alemanha, onde Corpus Christi é celebrada desde antes de 1270. A procissão surgiu em Colônia e difundiu-se primeiro na Alemanha, depois na França e na Itália. Em Roma é encontrada desde 1350.

Em muitas cidades portuguesas e brasileiras é costume ornamentar as ruas por onde passa a procissão com o SANTÍSSIMO SACRAMENTO DA EUCARISTIA, com tapetes de colorido vivo e desenhos de inspiração religiosa.

Mas, qual é a finalidade desta Solenidade? Que os cristãos Católicos reafirmem publicamente com amor e coragem a Fé na Eucaristia. Proponho três pontos para a nossa reflexão:

1)                   A EUCARISTIA COMO MISTÉRIO DA FÉ. Só pela Fé reconhecemos Jesus Cristo na Eucaristia. Quando acontece a consagração, as aparências do pão e do vinho continuam, mas a realidade é outra (o pão é carne e o vinho é sangue/ Transubstanciação). O próprio Jesus disse: “Eu Sou o Pão vivo descido do céu... Quem come deste Pão e bebe do meu Sangue permanece em mim e eu nele...” (medite o capítulo 6 do Evangelho de São João).

2)                   A EUCARISTIA COMO MISTÉRIO DA CARIDADE. Total união com Deus e com os irmãos. A Eucaristia edifica a Igreja. Jesus se compadece da multidão com fome... Ele multiplica o alimento. Eucaristia é partilha, solidariedade, comunhão, justiça, caridade. No documento Sacramento da Caridade nº 36 o Papa Bento XVI nos diz: “na Eucaristia Deus revela seu amor infinito por cada homem e mulher, amor doação, amor que leva a dar a vida...” Por isso o nome Sacramento da Caridade. “Ele está todo inteiro: na cabeça e no corpo, que somos nós” (Santo Agostinho).

3)                   A EUCARISTIA É ALIMENTO DA VIDA ETERNA. Quem caminha sente cansaço, fome, fraqueza, vontade de desistir, dificuldade no caminho... Este Pão nos alimenta, nos renova, nos dá ânimo, coragem de lutar... Pois, é o Pão dos Anjos, o Pão dos filhos de Deus. “Quem come deste Pão viverá eternamente...” A Eucaristia deve ser celebrada e vivida em Ação de Graças; a Santa Missa (Eucaristia), não pode ser reduzida há uma simples obrigação ou cumprimento de um rito, é GESTO DE AMOR, É COMPROMISSO, É COMUNHÃO, É DOAÇÃO, É PARTILHA, É CARIDADE... Não temos o direito de excluir ninguém da mesa... Somos iguais, SOMOS DISCÍPULOS MISSIONÁRIOS DE JESUS CRISTO, PARA QUE NELE NOSSO POVO TENHA VIDA.



Por Frei Antônio Leopoldo Sarroche Filho, OAR


Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:


3 de jun de 2015

PARÓQUIA AGOSTINIANA RECOLETA SANTA RITA DE CÁSSIA EM IGARAPAVA PROMOVE PREPARAÇÃO IMEDIATA PARA CASAIS QUE IRÃO COMPROMETER-SE NO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO.

Paróquia Santa Rita de Cássia
Igarapava-SP



No último final de semana do mês de maio/2015 (30 e 31), a Paróquia Santa Rita de Cássia de Igarapava-SP promoveu o “ENCONTRO COM OS NOIVOS EM PREPARAÇÃO IMEDIATA PARA O SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO”.

O encontro se deu na Igreja Nossa Senhora da Abadia e Salão Santo Agostinho (Igarapava-SP) e, os temas refletidos foram:

     Sacramento do Matrimônio;
     Aspectos Biológicos do Homem e da Mulher;
     Encontros de Pessoas;
     Paternidade e Maternidade Responsável;
     Harmonia e Adaptação Conjugal;
     Vida a Dois;
     Aspectos Jurídicos do Matrimônio;
     Rito Matrimonial.

Agradecemos aos cinco casais que se preparam para o sacramento do matrimônio e fizeram-se presentes na preparação. Também a toda equipe da Pastoral dos Noivos da Paróquia Santa Rita que não mediram esforços para que o encontro pudesse ser realizado.

Por Frei Ricardo Alberto Dias, OAR
Fotos: Nilcelena Rafachine Falconi


 (Agradecemos à amiga Nilcelena Rafachine Falconi pelo envio das fotos):



Veja algumas fotos do encontro:







  
Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL: 


FREI ANDRÉ E FREI GUSTAVO VISITAM A COMUNIDADE RELIGIOSA SANTA RITA DE CÁSSIA DE IGARAPAVA-SP E REFLETEM SOBRE O ANO DA VIDA CONSAGRADA.

Paróquia Santa Rita de Cássia 
Igarapava-SP



No dia 03 de junho de 2015, os promotores vocacionais da Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoletos, Frei André e Frei Gustavo visitaram a comunidade religiosa de Igarapava-SP, composta pelos frades: Frei Wagno, Frei Romualdo, Frei Leopoldo e Frei Ricardo.

Durante toda manhã refletiram sobre “O ANO DA VIDA CONSAGRADA” com ênfase na revitalização do estilo agostiniano recoleto de viver. Finalizando a visita com um fraterno almoço. Logo após, Frei Gustavo e Frei André partiram para Ribeirão Preto-SP para continuarem as visitas vocacionais às demais comunidades religiosas da província.

“Todo nosso ‘SIM’ se nutre da água viva extraída da fonte, e esta tem nome e sobrenome: JESUS CRISTO”. – Padre Alfredo Gonçalves, CR.

Por Frei Ricardo Alberto Dias, OAR

Veja algumas fotos desta visita fraterna:




  








  
Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL: