4 de jul de 2015

FREI LEOPOLDO JUNTAMENTE COM A PASTORAL VOCACIONAL E AS IRMÃS JMJ FIZERAM UMA HORA SANTA VOCACIONAL EM IGARAPAVA-SP (03/07/2015).

Paróquia Santa Rita de Cássia
Igarapava-SP



No dia 03 de julho de 2015, na Comunidade Eclesial de Base Santo Antônio da Paróquia Agostiniana Recoleta Santa Rita de Cássia na cidade de Igarapava-SP aconteceu uma “HORA SANTA VOCACIONAL” organizada e celebrada por Frei Leopoldo, SAV local, Irmãs JMJ e comunidade Santo Antônio.

Agradecemos a todos (as) que organizaram este precioso momento e rezaram conosco junto à Jesus Sacramento.

Por Frei Ricardo Alberto Dias, OAR
Fotos: Perfil no Facebook da Comunidade Santo Antônio de Igarapava

Veja algumas fotos:











  
Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:

  

FESTA JUNINA EM PARÓQUIA AGOSTINIANA RECOLETA DE FRANCA-SP (CAPELINHA).

Paróquia Nossa Senhora Aparecida
Franca-SP



Neste tradicional mês de junho/2015, quando celebramos em todo Brasil as “Festas Juninas”, a Paróquia Agostiniana Recoleta Nossa Senhora Aparecida (Capelinha) na cidade de Franca, interior do Estado de São Paulo não poderia ficar de fora desta “festança”.

Foi neste espírito que aconteceu no final do mês de junho/2015 a “FESTA JUNINA DA CAPELINHA” no pátio anexo ao Salão N. S. Aparecida.

Os frades, seminaristas e vários paroquianos fizeram uma linda festa. Acompanhe alguns destes momentos nas fotos abaixo:

Por Frei Ricardo Alberto Dias, OAR
Fotos: Fan Page da Capelinha
  









Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:


2 de jul de 2015

CONFRATERNIZAÇÃO DE ENCERRAMENTO DO 1º SEMESTRE DO CURSO DE FILOSOFIA DO IAF (INSTITUTO AGOSTINIANO DE FILOSOFIA) EM FRANCA-SP.

Instituto Agostiniano de Filosofia
Franca-SP



No último dia 01 de julho de 2015, os estudantes e o corpo docente do “IAF (INSTITUTO AGOSTINIANO DE FILOSOFIA)” localizado na cidade de FRANCA-SP reuniram-se no Seminário Nossa Senhora do Patrocínio (Diocese de Franca) para confraternizar e dar ação de graças pelo “Encerramento do 1º semestre/2015 dos trabalhos no Instituto”.

Além dos alunos, professores, diretores, demais funcionários, familiares dos alunos e amigos leigos, marcaram presença também os frades: Frei André Pereira (Ribeirão Preto-SP) e Frei Gustavo Barbiero (Cachoeiro do Itapemirim-ES).

Nós, da Província Santa Rita de Cássia, agradecemos a todos que direta ou indiretamente contribuíram para que pudéssemos encerrar este semestre de estudos e trabalhos na “Graça de Deus”.

Por Frei Ricardo Alberto Dias, OAR
Fotos: Frei Gustavo Barbiero Mello, OAR

Veja algumas fotos:






Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:
  

1 de jul de 2015

UMA ANÁLISE DOS SONHOS SEGUNDO A PERSPECTIVA JUNGUIANA NAS CONFISSÕES DE SANTO AGOSTINHO.

Província Santa Rita de Cássia
Brasil


Os sonhos ocupam um lugar de destaque na visão e na prática da psicologia analítica. Jung, inicialmente partindo de Freud, mas depois dele distanciando-se vê nos sonhos uma função do Si-mesmo. Eles refletem sua influência e servem para compensar o estado consciente da pessoa, o que significa que ele questiona a nossa auto-imagem consciente. Isto ocorre quando o sonho traz para a consciência informações, ênfases ignoradas ou abrandadas pelas atitudes conscientes.

Também para Agostinho o estudo dos sonhos é um instrumento importante para a compreensão da psique humana na relação com Deus e o mundo espiritual. Isto se deve ao fato de Agostinho possuir uma visão psicológica e epistemológica baseada num sofisticado dualismo psicofísico em que são considerados dois tipos de realidades essencialmente diversas: uma puramente corpórea ou física e outra não-corpórea ou mental cuja natureza provém do plano do espírito.

Por isto que sua visão psicológica da percepção é considerada das mais profundas do mundo antigo e podemos ver exemplos disto em Confissões. Para ele o homem é dotado de olhos externos que recebem e intermediam as impressões sensoriais, e de um olhar interior, que observa e lida com as realidades mentais recolhidas e armazenadas que formam a memória. Assim, por meio de visões, transes e sonhos entra-se em contato com um acervo de lembranças inconscientes e conteúdos autônomos, tendo-se acesso a um mundo chamado na época de domínio do espírito e que Jung chamou de psique objetiva. Nenhum ser humano tem poder ou controle sobre esse mundo, os conteúdos dos sonhos e visões são tão objetivos e colocados diante do olhar interno quanto o é a experiência sensorial em relação aos olhos exteriores.

Importante é o sonho de Mônica quando Agostinho rejeitava os seus insistentes pedidos de conversão:

"Nesse sonho, viu-se de pé sobre uma régua de madeira, e um jovem luminoso e alegre lhe foi sorridente ao encontro, enquanto ela estava triste e amargurada. Perguntou-se os motivos da tristeza e das lágrimas cotidianas, não por curiosidade, mas para instruí-la, como acontece muitas vezes. E respondendo ela que chorava a minha perdição, ela a confortou, aconselhando-lhe que prestasse atenção e visse que onde ela se encontrava aí estava também eu. Ela olhou e me viu diante de si, de pé, na mesma régua.
Quando ela me contou o sonho, tentei dizer-lhe que ela não devia perder a esperança de um dia vir a ser como eu. Mas ela me respondeu imediatamente, sem hesitação: "Não, não me foi dito: ' onde ele está, aí estarás tu'. Mas sim: ' onde estás, aí estará também ele".
Confesso-te, Senhor, tanto quanto posso me lembrar, e nunca o escondi: mais do que o próprio sonho, abalou-me aquela tua resposta, dada por intermédio da solicitude de minha mãe. Ela não se perturbou diante de uma interpretação sutil, porém falsa, e logo percebeu o que devia ser visto e o que eu na verdade não tinha visto antes de ela contar. Por esse sonho, foi anunciada com antecedência, a essa piedosa mulher, para sua consolação na aflição presente, uma alegria que só teria muito tempo depois".

Por Vitor Pedro Calixto dos Santos


Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:


30 de jun de 2015

IMAGEM DE DEUS SEGUNDO A PSICOLOGIA JUNGUIANA NAS CONFISSÕES DE SANTO AGOSTINHO.

Província Santa Rita de Cássia
Brasil



O tema da imagem tem uma grande importância na psicologia junguiana sendo que é vista como imago termo usado para diferenciar a realidade objetiva de uma pessoa ou coisa, da percepção subjetiva de sua importância, sendo neste caso consequência da experiência pessoal, combinada com as imagens arquetípicas do inconsciente coletivo. E como tudo o que é inconsciente, são experimentadas como uma projeção.

Jung considera ainda as imagens arquetípicas ou primordiais (com relação a uma representação de um arquétipo na consciência) e as imagens anímicas que são representações em sonhos ou outra manifestação do inconsciente, da personalidade interior muitas vezes do animus ou da anima. Ainda com sentido às imagens tem grande importância no trabalho de conhecimento do inconsciente a imaginação ativa.

Nas Confissões são muito freqüentes as imagens que Agostinho faz de Deus todas as vezes que o invoca mostrando uma relação com o que vimos acima.

“Deus para ele é conhecido à medida que o homem se autoconhece e neste processo tem grande importância estas imagens que aparecem no texto das Confissões, caracterizadas segundo o momento em que ele estava vivendo”.

Por Vitor Pedro Calixto dos Santos


Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL:


28 de jun de 2015

PRIMEIRA EUCARISTIA EM PARÓQUIA AGOSTINIANA RECOLETA DE IGARAPAVA-SP.

Paróquia Santa Rita de Cássia
Igarapava-SP



No dia 27 de junho de 2015, “Vigília da Solenidade dos Apóstolos São Pedro e São Paulo”, 6 adolescentes comungaram Jesus Eucarístico pela primeira vez.

A celebração eucarística presidida por Frei Wagno e concelebrada por Frei Ricardo. Aconteceu na comunidade SANTOS REIS (comunidade de base da Paróquia Santa Rita de Cássia em Igarapava-SP).

Agradecemos a toda comunidade pela preparação e instrução dos adolescentes e, especialmente à catequista MARA FERNANDA.

“O alimento da alma é o Corpo e o Sangue de Deus!…Oh! formoso alimento! A alma não se pode alimentar senão de Deus. Só Deus pode bastar-lhe. Só Deus pode saciá-la. Fora de Deus não há nada que possa saciar-lhe a fome”. (São João Maria Vianney).

Por Frei Ricardo Alberto Dias, OAR
Fotos: Mara Fernanda

Vejamos algumas fotos:










  
Saiba mais acessando a nossa WEB OFICIAL: